A nova era da comunicação
07/06/16

Lembram dos desenhos animados dos Jetsons? Apenas pegando por base os objetos ligados à comunicação, vamos relembrar alguns dispositivos interessantes: a comunicação ontime por imagem e voz, os front lights flutuantes, os alimentos instantâneos, os robôs-atendentes-serventes.
* Por Pedro Cherem – presidente do Sinapro/SC

Muito disso já é realidade, equipamentos tomaram outros caminhos e o que importa é que estamos no meio de mais uma nova era da comunicação. Novamente tudo mudou. É a revolução digital que veio para mudar o nosso dia-a-dia. O jornal impresso está mais digital do que nunca, a TV indo mais para a produção de conteúdo, o cinema cada vez mais tecnológico, os games para o 4-D, e a comunicação entre pessoas cada vez menos por telefones convencionais.

A Internet virou um universo imenso onde cada vez fica mais difícil de entender seu tamanho. E como achar o consumidor dentro de todo esse cardápio de opções? O Big Data, conjunto de informações sobre os consumidores com um nível de detalhamento nunca visto. Agora sabemos como cada um é, como age, como pensa e onde está nesse momento. Logo saberemos mais sobre estes consumidores do que eles mesmos.

E para falar com cada um chegaremos ao ponto em que o chamaremos pelo nome e teremos um estilo de comunicação para cada pessoa. E precisaremos de um exército de pessoas criativas de agências para elaborar um "anúncio" para cada um? Aí entra a robótica, a inteligência artificial que substituirá pessoas com velocidade incrível.

Para entender, controlar isso tudo, as agências de propaganda estão tendo que se adaptar, que se reinventar, entender as linguagens, como falar com cada um. Como produzir mensagens relevantes, seja pelo conteúdo ou pela oferta de produtos ou serviços? Os clientes anunciantes também terão que adaptar tipos de produtos para cada consumidor. A nova comunicação com este consumidor de voz ativa, que questiona, reclama, elogia e, sobretudo muda a cada dia, exige que acompanhemos isso tudo ou e não sejamos apenas espectadores, como na época dos Jetsons.


Pedro Cherem, presidente do Sinapro/SC



Voltar
login

Contribuição sindical

Para gerar a guia do recolhimento de contribuição sindical clique aqui .
 
NEWSLETTER